Caldo Verde é atração em 6 de julho

No próximo dia 6 de julho a Quadra da União Imperial recebe mais uma edição do tradicional Caldo Verde (E Rosa), desta vez com a participação do grupo DNA Verde e Rosa, trazendo como convidado especial o cantor e intérprete de longa trajetória na agremiação, Zinho do Tempero.

A cumbuca da iguaria custa R$ 15. Os convites já estão à venda com a diretoria da escola e vários brindes serão sorteados. A ocasião também marcará o lançamento da camisa do enredo para o Carnaval 2019.

 

Untitled-3

VOU PRO SERENO é atração neste sábado

 

Neste sábado (26), a partir das 23h, a atração na Quadra da União Imperial é o grupo Vou Pro Sereno, diretamente do Rio de Janeiro, com participação do Grupo Mistura, EdShow, Beto do Reco e BomBom Zinho.

Garanta seu ingresso:
1° lote: R$20,00 | 2° lote: R$30,00 | 3° lote: R$40,00 | 4º lote: R$50,00
Na porta o preço está sujeito à alteração sem aviso prévio.

PONTOS DE VENDA
Escola de Samba União Imperial – Rua São Judas Tadeu, 20/26 – Marapé (Local do Evento)
Grao Pimenta – Rua Riachuelo, 43 – Centro
Ingresso Ágil – Rua Luis de Camões, 58 – Vila Mathias
Salão do Buiu – Rua Silva Jardim
Pink Diamond – Rua Alberto Veiga, 84.
Lojas Restrito – Rua João Ramalho, 630 – Centro de São Vicente
Seu Coxinha – Presidente Wilson (São Vicente)

INFORMAÇÕES
13 99812 1597 + 13 99793 8094 + 13 99794 8610 + 13 99692 5636

CLASSIFICAÇÃO: 18 ANOS.
LOCAL – Escola de Samba União Imperial – Rua São Judas Tadeu, 20/26 – Marapévou pro sereno

Lançamento do Enredo 2019

32293919_1803836859639331_7980884564157399040_n
Nesta sexta-feira (18), a União Imperial apresenta o tema enredo escolhido para o seu Carnaval em 2019. “Respeitável Público, o picadeiro é verde e rosa? – É sim, senhor!”, desenvolvido pelo carnavalesco Renan Ribeiro, vai levar para a Passarela do Samba Dráuzio da Cruz a história do circo no Brasil.

O evento está marcado para às 20h30 e contará com apresentações da Akrobatik Trupe e da Bateria “Nota 30” Balanço Verde e Rosa, sob a batuta do Mestre Manguinha. Os ingressos custam R$ 5 e crianças até 10 anos não pagam.

Sinopse Carnaval 2019

Untitled-3

Circo, arte milenar que atravessou o tempo levando sorrisos e alegria a toda humanidade. O grande combustível do mundo circense sempre será o próprio artista, que em sua alma leva o poder de transformar lagrimas em gargalhadas, suspense em espanto e a vida num grande espetáculo. É a infinita luta de se reinventar.

Sinopse de Compositores.

Ao longe a caravana se aproxima, artistas se juntam e a arte começa a ganhar forma. A rua é tomada de cores, as bailarinas anunciam a chegada do grande Circo “Imperial” e os artistas invadem a cidade num cortejo de gargalhadas e cores. Ergue-se a lona e o apresentador está exultante: “Respeitável público! O picadeiro é verde e rosa?” E o público responde: “É sim senhor!”. Pipoca, bala e algodão doce não podem faltar, pois o grande picadeiro está pronto para o show e o espetáculo vai começar. As cortinas se abrem para contar a história secular do circo no Brasil.

Da Europa vieram os ciganos, imigrantes da Romênia e com eles as mágicas e o ilusionismo. Então tiramos o coelho da cartola e vemos as famílias circenses se espalharem pelo país. No final do século XIX surge aquele que seria nosso primeiro palhaço legitimamente brasileiro: Piolin, nascido no interior paulista em 1897. De Minas Gerais, por sua vez, vem Benjamim de Oliveira, primeiro palhaço negro e fundador do Circo Teatro, que mudaria todo o panorama circense no Brasil.

Pelo interior, nas pequenas cidades, os circos alegravam as famílias com os animais adestrados e a doma de feras selvagens… Mas era o Circo dos Horrores o grande atrativo das plateias. Pessoas com anomalias e com corpos improváveis para um artista  causavam furor e surpresa. A mulher Barbada, Monga a mulher gorila, o engolidor de espadas e contorcionistas, entre outros tantos, chocavam ao mesmo tempo em que entretinham milhares de pessoas.

O universo circense no Brasil também virou referência mundo afora… E os grandes circos do planeta não tardaram a enriquecer e influenciar ainda mais o conceito do nosso espetáculo: assistimos os patinadores americanos, o tradicional circo mexicano, o encanto chinês e o lendário Cirque de Soleil canadense. E assim vimos nascer por aqui o “Circo dos Sonhos”, que se tornaria o grande palco circense dos tempos mais recentes.

E é exaltando a magia circense que olhamos também para nosso próprio povo, os verdadeiros artistas brasileiros. O cidadão contribuinte que mês a mês doma seus leões, dribla taxas abusivas e segue firme. Que se equilibra com um salário de fome, que mal dá para viver. Tratado como “Zé Ninguém”, um bobo a ser facilmente enganado e deixado para trás com falsas promessas…

Esse grande “picadeiro do poder” não nos diverte, nem faz rir. Afinal, os protagonistas desse espetáculo só sabem conduzir nosso país ao caos. Cabe a nós, brasileiros, apesar de todo “jogo contra”, sorrirmos. Pois a alegria está em nosso sangue, o improviso é a nossa resistência e a atitude um dia há de colocar sob os holofotes quem realmente nasceu para brilhar e fazer sorrir.

E nesta corda bamba vamos lutando contra a impunidade e as injustiças, buscando na genialidade dos verdadeiros artistas a inspiração para nossos sorrisos.

Afinal, no país da galhofa, quem ri por último ainda há de rir melhor!

Renan Ribeiro
Carnavalesco

Festa de 42º Aniversário

banner42anos festa

42 ANOS DE UNIÃO IMPERIAL!
Dia 17 de março, sábado, 21h

* * *
Ingressos: R$ 10
Reservas de Mesas somente na Quadra, das 14h às 19h.
* * *

Anderson Fernandes + Roda de Samba Verde e Rosa

E o SHOW completo da CAMPEÃ do Carnaval 2018, com a Bateria Balanço Verde e Rosa e sua Côrte, Ala Musical, casais de Mestre sala e Porta-Bandeira, passistas, baianas e comissão de frente, sob a batuta da Harmonia mais contagiante da Baixada Santista.

 

 

Festa do Título: dia 2/3!

festadotitSEXTA É DIA DE FESTA NA QUADRA
DA UNIÃO IMPERIAL! 🏆🦅😉

Convidamos a todos para uma noite de muito samba e o show da grande CAMPEÃ do Carnaval 2018.

Venha ver, rever e aplaudir a Bateria Balanço Verde e Rosa – Nota 30! -, sob o comando do Mestre Manguinha e sua Côrte (Arleny Pereira, Aurélio Alves, Rillare Rodrigues e Nathalia Lopes); nossa Ala Musical (com o vencedor do prêmio Estandarte Santista de Melhor Intérprete, Silvinho Alves, além de Manoel Duarte, MC Renatinho, Rafaella Trigo, Hermes Sobral, Rodrigo Dias, Biro do Cavaco e Juninho de Paula); os Casais de Mestre-Sala e Porta-Bandeira Valdir e Letícia – nota 30! -, De Brito e Aline e Gabriel e Raphaella; nossa Comissão de Frente – nota 30! -, liderada pelas coreógrafas Patrícia e Melissa Ricci, com o elenco da Escola Livre de Dança; e além disso, nossas queridas Baianas, o samba no pé de nosso grupo de passistas e toda a energia da nossa Harmonia.

No palco, Grupo Ex é Ex, Zinho Tempero, Serginho Zimbauê e Didi Gomes, além da Roda de Samba Verde e Rosa.

MESAS
Segunda a sexta, das 14h às 18h
Venda somente na Quadra.
R$: 20.

Ingressos: R$ 10

#samba #uniaoimperial #baixadasantista
#santos #litoral #zerotreze #escoladesamba

É CAMPEÃ!

A Águia Majestosa atravessou o mar e foi buscar em terras angolanas a inspiração para a conquista da décima estrela. Em sua 35ª apresentação na Passarela do Samba Santista, a União Imperial obteve desempenho máximo – arrebatou os 180 pontos possíveis –  e trouxe o caneco para o Marapé.

Uma vitória conquistada com muita raça, para lavar a alma da Nação Imperial. Afinal, há alguns anos a escola vinha esfregando as mãos, especialmente em 2015 e 2016, mas não viu seu bom desempenho na pista ser traduzido em notas, apesar do reconhecimento da imprensa e do público.

Desta vez foi diferente.

O desfile das escolas de samba do Grupo Especial de Santos aconteceu na noite de 3 de fevereiro e contou com 8 agremiações. A apuração foi realizada no teatro Braz Cubas, três dias depois. E consagrou “NKISI Samba Kalunga, a saga do meu batuque”, enredo desenvolvido pelo carnavalesco Renan Ribeiro, em seu segundo trabalho pela escola.

A escola contou com 1,3 mil componentes distribuídos em 13 alas, além de três alegorias e um tripé para contar a origem dos primeiros batuques na Baixada Santista. Dos rituais africanos à formação dos quilombos na região, passando pelos blocos, os grandes mestres e a fundação da própria União Imperial.

O resultado, por sinal, conquistou jurados e público: a escola também venceu o “Estandarte Unisanta”, sendo escolhida a “Melhor Escola do Grupo Especial” pelos telespectadores da TV Santa Cecília, que transmitiu o desfile ao vivo para toda Baixada Santista.

 

Verinha: Cidadã Samba 2018

Vera Lúcia da Conceição, a Verinha, da União Imperial, é a Cidadã Samba do Carnaval Santista em 2018. A escolha aconteceu no dia 3 de dezembro  em nossa Quadra, numa acirrada disputa que também elegeu Israel “Lelo” Barbosa do Rosário (pelo GRCES Brasil, mas de reconhecida trajetória também por nossa escola) como Cidadão Samba.

Verinha se destacou em todas as etapas do Concurso, primeiro falando sua trajetória no mundo do samba e depois mostrando suas aptidões musicais, cantando e tocando instrumentos acompanhada pela Bateria Balanço Verde e Rosa. O samba no pé, claro, foi outro quesito fundamental  na escola. E ela mostrou todo seu carisma, levantando a torcida e recebendo a aclamação dos jurados.

A nova Cidadã Samba passa a figurar em uma seleta lista de sambistas da história da Verde e Rosa que já foram agraciadas com esta honraria, como Joyce Santos, Cida Marys, Regina Helena Ferreira, Walkiria Folgar, Rosana Amorim Trindade e Soraia Santos, Graciano Pacheco, Jorge Jeremias de Campos, Milton Sintoni e Dukinha da Ladeira.

 

 

Colorido e Verinha: nossos candidatos para a corte 2018!

coloridoverinha

Carlos Manuel Passos Vaz, o Colorido, e Vera Lúcia da Conceição, a Verinha, são os candidatos da União Imperial para o de Concurso Cidadão e Cidadã Samba – Santos 2018.

A escolha acontece neste sábado, 2 de dezembro, a partir das 21h, em nossa Quadra. O evento, realizado pela Liga Independente e Cultural das Escolas de Samba de Santos (Licess) e pelo Conselho do Samba de Santos, terá como atrações a Roda de Samba da Vahia de Abreu, o DJ Edinho e, claro, a bateria Balanço Verde e Rosa, sob a batuta do Mestre Manguinha.

Os ingressos podem ser trocados por 1 kg de alimento não perecível no 3º piso do Centro de Cultura Patrícia Galvão (Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). Os mantimentos serão doados ao Fundo Social de Solidariedade de Santos (FSS). Na noite do evento, custarão R$ 10 na bilheteria da escola.

Vera Lúcia da Conceição, mãe de quatro filhos, avó de seis netos! Conhecida como Verinha, nasceu em Santos e foi criada no Marapé. Encontrou no samba a alegria de sua vida. É integrante da bateria da União Imperial e porta-estandarte do Ouro Verde FC! Vive o samba com alegria, e pra ela seria uma honra representá-lo oficialmente pra toda a cidade!

Colorido é figura histórica na Estiva santista, onde construiu sua vida profissional; mas é no samba, encantando a Passarela e a Quadra da União Imperial, que brilha há décadas, riscando o chão com sua inseparável Nega Balbina. Cumpre com louvor sua missão de cativar adultos e crianças com a leveza e a alegria de sua dança. E já foi até tema-enredo da Banda Nação Imperial!